terça-feira, dezembro 18, 2007

Azarujense, 4 - Perolivense, 3

Foi um jogo muito disputado, com oportunidades para ambas as equipas e 7 golos. Foi portanto um bom jogo, muito bom para este nível de competição. Pena a falta de público.
O jogo esteve sempre muito equilibrado, tendo o Azarujense chegado ao golo numa grande penalidade a castigar uma falta sobre Vitor Mantas, que o próprio converteu no 1 - 0.
Numa boa combinação de ataque o Perolivense em patou poucos minutos após ter ficado em desvantagem.
No entanto, ainda na primeira parte, o Azarujense voltou à vantagem na sequência de um canto apontado por Pedro Freixial, em que um defesa do Perolivensae trai o seu guarda redes.
Ao intervalo 2 - 1.
Na segunda parte manteve-se a grande competitividade entre ambas as equipas, conseguindo o Perolivense chegar novamente ao empate através de um remate à entrada da área.
Apesar de desperdiçar duas situações de vantagem, o Azarujense continuou a acreditar que poderia vencer o jogo, e obteve a recompensa com um golo de Carapinha na recarga a um livre apontado por Vitor Mantas.
Desta vez, em vantagem o Azarujense conseguiu segurar algo mais o jogo e dispôs de uma grande ocasião com o guarda redes adversário já fora do lance, mas a bola foi enviada para fora. Ainda assim chegou ao quato golo por intermédio de Salsinha após cruzamento de Nuno Ricardo. Era o 4 - 2 e poderia parecer que o jogo estava decidido.
Apesar da boa reacção do Perolivense, o Azarujense dispôs mais uma vez da melhor oportunidade, outra vez Vitor Mantas na conversão de um livre que é defendido para a trave, ficando a bola dentro da pequena área e com o guarda redes adversário por terra a oportunidade foi desperdiçada.
Como recompensa pelo não regatear de esforços a equipa do Perolivense ainda reduziu para 4 - 3, através de um livre superiormente apontado (na gaveta).
Foi um jogo emocionante, que teria sido uma bela prenda de Natal para quem se deslocasse ao campo Maria do Anjo Barahona nesta tarde de Domingo.
O Azarujense acabou por ter a sorte do jogo, o que tem faltado a esta equipa muitas outras vezes, mas soube fazer por merecer essa sorte. O Perolivense foi um digno vencido, tendo valorizado a vitória dos da casa que assim ascendem ao quinto lugar a um ponto do quarto, que é o Aldeense (próximo adversário, mas só em 2008).
Num jogo muito competitivo e arduamente disputado o trabalho da equipa de arbitragem não foi fácil, também porque a este nível nem sempre os jogadores ajudam ao trabalho desta terceira equipa.
Este foi o último jogo do ano de 2007, aproveitamos para desejar a todos um Feliz Natal e um 2008 pleno de realizações (e rápidas recuperações aos lesionados).

Azarujense: Passarinho, Salsinha, Sérgio, Hugo Serradeiro, Nuno Ricardo, Carlos André, Bandeira, Pedro Freixial, Paulo Ricardo, Vitor Mantas e Carapinha.
Jogaram ainda: João Fonte-Boa, Miguel e Fogueira.
Também no banco estavam: Nuno Carvalho, Luís Ourives, Luís Pauzinho e Hugo Figueiredo

4 comentários:

Bastet disse...

http://www.sports-on-line.blogspot.com/

Visite e fale de desporto.

Anónimo disse...

Bom dia, e já analisaram bem o porquê essa falta de público??

Milharinha disse...

A falta de público deve-se, com toda a certeza, ao variado leque de oferta existente em Azaruja. Ao fim de semana a agenda cultural e desportiva tem uma vastissima gama de alternativas para a ocupação do tempo.
Posso aqui enunciar algumas (apenas as permanentes):
Minis Sagres
Médias Sagres
Minis Super Bock
Médias Super Bock
Carlsberg
Super Bock Abadia
Sagres Bohemia
Vários vinhos tintos
Vários vinhos brancos

Anónimo disse...

azaruja e merda...