segunda-feira, dezembro 10, 2007

Rosário, 0 - Azarujense, 0

Azarujense: Passarinho, Salsinha, Sérgio, Hugo, Humberto, Carlos André, Pedro Freixial, Paulo Ricardo, Rolo, Vitor Mantas e Carapinha.
Jogaram ainda: Ricardo Fogueira, João Fonte-Boa e Luis Pauzinho.

Num jogo que poderia servir de revanche para a equipa do Rosário, devido a ter sido eliminada em sua casa pelo Azarujense, o início foi equilibrado com algum dominio do Azarujense.
Logo numa primeira jogada de perigo, Vitor Mantas remata para boa intervenção do Guarda Redes do Rosário, na sequência do canto o Guarda Redes do Rosário não segura e surge a primeira oportunidade flagrante de golo para o Azarujense, desperdiçada quase na liha de golo.
Cerca dos 10 minutos o Guarda Redes do Rosário agride barbaramente Carapinha com um pontapé após ter agarrado a bola com as mãos. Grave erro da equipa de arbitragem, ao não assinalar a respectiva grande penalidade e expulsar o Guarda Redes do Rosário. Apenas se justifica este erro pela falta de coragem do referido árbitro, uma vez que o lance foi visivel em todo o campo já que ambos os jogadores estavam sozinhos na área do Rosário permitindo uma boa visibilidade quer ao árbitro pricncipal quer ao seu assistente (ao que parece um "categorizado" árbitro da nossa região - Hugo Quintino).
O jogo foi depois mais equilibrado mas sem grandes oportunidades de golo, muita luta a meio campo e as defesas a superiorizarem-se aos ataques.
Na segunda metade o jogo manteve a mesma toada de equilíbrio, dispondo o Azarujense das duas mais flagrantes ocasiões de golo por Vitor Mantas (isolado) e Ricardo Fogueira (sobre a linha de golo), no entanto ambas foram desperdiçadas terminando o encontro com um 0 - 0 que se aceita embora a vitória a acontecer só poderia cair do lado do Azarujense.

7 comentários:

Anónimo disse...

nem futebol sabem ver na primeira parte podiam tar aperder po 3 ou 4

Milharinha disse...

Claro, ou até mais, se o Rosário marcasse sem rematar à baliza...

Anónimo disse...

Caro Milhena

Se esteve atento ao jogo reparou certamente que nunca poderia ser grande penalidade, uma vez que o atacante do Azarujente encontrava-se em posição de fora de jogo quando ocorreu o referido lance com o guarda-redes...

Mesmo que o arbitro pudesse considerar agressão, o jogo nunca poderia recomeçar com grande penalidade, mas sim com o respectivo livre-indirecto como recomeçou...

Anónimo disse...

Bom dia,

gostaria de ser contactado para discutir uma eventual parceria entre o seu site e a sportingbet.

Cumprimentos,

Miguel Russo
miguel.russo@sportingbet.com

Anónimo disse...

o pensoal da azurrrruja voçes nem futebol sabem ver deixem la o rrrrrosarrrrrio faxer o seu campeonato e vão mas é jugar rrrrugby... para o futebol não tem geito nenhum.. e muito menos o central dos "rrrrrrr"

Professor disse...

O último anónimo acho que devia voltar à escola! És BURRO, jeito é com J e não com G, BURRO! Aprende a escrever e depois sim, podes vir mandar bitaites, porque já vi que de futebol não pescas nada, BURRO!!! E já agora JOGAR não é jUgar! BURRO!!!

Anónimo disse...

http://www.velhaguardascbencatelense.blogspot.com/